Vicky Cristina Barcelona

Ficha Técnica
Título Original: Vicky Cristina Barcelona
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 96 minutos
Estúdio: Mediapro / Gravier Productions / Antena 3 Films
Distribuição: The Weinstein Company / MGM / Imagem Filmes
Direção: Woody Allen
Roteiro: Woody Allen
Produção: Letty Aronson, Stephen Tenenbaum e Gareth Wiley
Fotografia: Javier Aguirresarobe
Desenho de Produção: Alain Bainée
Direção de Arte: Iñigo Navarro
Figurino: Sonia Grande
Edição: Alisa Lepselter
Efeitos Especiais: Big Film Design


Elenco
Javier Bardem (Juan Antonio)
Scarlett Johansson (Cristina)
Rebecca Hall (Vicky)
Penélope Cruz (Maria Elena)


********


Eu NEM sequer me animei quando soube que o velho safado do Woody Allen ia fazer uma comédia, com sua musa Scarlett Johansson e que não seria em New York.

OK, é bem verdade que desde que vi a biografia da Mia Farrow, quando eu penso no Woody, vem logo a imagem dele comendo a filha adotiva, quando ela ainda era de menor e a filhinha dele com a Mia, que tinha uns sete anos na época assistindo tudo e ficando traumatizada. Desculpa, mas essa sou eu, eu não consigo desvincular.

Aí, saiu o tal "Vicky Cristina Barcelona" e eu esperei sair do cinema para baixar da internet e ver no meu note book, em cima da minha barriga. Sinal que o diretor/roteirista ex-ator está no limbo do meu prestígio cinematográfico, mas no topo do meu nojo sexual.

Concordo com todo mundo sobre o Woody Allen nos seguintes quesitos:

Famoso – mas é claro,
Cineasta – com certeza,
Obssessivo – e orgulhoso disso,
Tarado – é o que ele parece fazer de melhor,
Manhattan – é sim a sua casa, e acho digno ele querer sair de lá...

Mas pera aí, Comediante?! Não mesmo hein?! E já faz um tempo. Convenhamos agora, eu e você, fazem praticamente eras que o cineasta não faz comédias dignas como "Tudo o Que Você Queria Saber Sobre Sexo, Mas Tinha Medo de Perguntar", "O Ladrão Trapalhão", e "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa", não concorda?

E ele não era só um comediante, era um bom comediante, um comediante de mão cheia (mesmo que fosse cheia da filha adotiva). Pois afinal, foi assim que ele ganhou fama, dinheiro, Oscar e prestígio. Com as COMÉDIAS (e pegações). Se hoje ele prefere fazer filmes bem ruinzinho sobre relacionamentos (tipo com Jason Biggs - American Pie - e Cristina Ricci - Vandinha Adams), suspenses nonsense com o Collin Farrell e Ewan McGregor e comédias que só faz fã rir, tudo bem. Cada um faz o que quer, não é galera? E falo isso convictamente. Principalmente se falo de um cara que casou com a própria filha adotiva, depois de pegar ela ainda casado, e a sua filha caçula ver tudo. É Seu Woody, quando assunto é fazer o que bem se entende, o senhor comanda!

Veja bem, não estou em momento algum falando que Vicky Cristina Barcelona não presta. Muito pelo contrário, é um filme excelente comparado ao seu anterior, o bizarro "O Sonho de Cassandra". Mas, "Vicky Cristina Barcelona" tem aquelas mesmas obssessões e taras pessoais de Woody Allen que já deram o que tinham que dar (entenda o trocadilho).

Ah, não tem? Então porque será ele escalou duas das mulheres mais lindas atrizes do cinema atual: Penelope Cruz e a sua mais recente musa Scarlett Johansson, para viverem um triângulo amoroso com Javier Bardem que interpreta um artista Don Juanesco e Tarado (alô? Eu sou o Freud e gostaria de falar com o alter ego de Allen, por favor).

E por falar nessas duas, fica claro como Penelope Cruz tem experiência como boa atriz - de sua época de Espanha Almodovariana e isso fica mais evidente ainda quando contracena com a Johanson, cuja carreira, até hoje, se baseia em atuar o papel dela mesma, interpretando o seu status quo hollywoodianno de gostosona e vazia, mostrando sua mesmice interpretativa. Mesmo em "Garota do Brinco de Pérola", talvez, seu melhor filme, pois ela não faz nada além de posar. Já Penélope, ao pisar em cena, encarna o maior pesadelo de qualquer namorada, a ex prefeita com quem você não tem como competir, entao, o jeito é se apaixonar por ela. Acho que é essa a a palavra, Penélope Cruz encarna a apaixonante Maria Helena e nos deixa realmente pensando o que o cinema americano está fazendo com ela.

Em suma, Vicky Cristina Barcelona é uma boa comédia. É um filme muito bom que se destaca de sua leva de último filmes, desde de que Woody começou a negar as comédias de verdade e passou querer ser respeitado pelo mundo como um cara maduro.

E você pode até dizer que ele amadureceu, coisa e tal. Mas, na minha mais humilde opiniãouma comédia inteligente e bem construída é muito mais difícil de fazer do que filmes que só berguiano gosta. Logo, acho que ele era mais maduro antes, quando tarado.

Ou pode ser o caso dele estar fazendo como o personagem do pai de Javier Barden no filme: Woody está se vingando da humanidade escrevendo as mais brilhantes comédias sem tradução e renegando elas.

Eu é que não duvido.

Pois afinal, Seu Woody, eu te conheço, você é um tremendo de um bom velho safado.

17 comentários:

iaiá disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
vc é demais moça
morri de rir. bom, eu adorava o woddy das comédias. gostei de tiros na brodway, aquele outro que ele faz o diretor qye fica cego (par vc ver que nem o nome do filme eu lembro), mas sim ele é egocêntrico e sempre foi taradão, e a mídia perdoou, porque é como ele: egocêntrica e taradona.
javier esta gotoso bagaray no filme, mas o papel par ele não é nenhum desafio interpretattivo.
tb achei quea scarlet faz o de sempre.
penélope roubou o filme todo depois que aprece em cena la´pela metade. só dá ela. acho o filme ótimo como meáfora das formas de amar ou de fugir do amor, atualmente, acho que até fiz um post sobre isso. é um filme que vale ser visto.
um relacionamento que só funciona a 3. uma eterna insatisfeita que sempre está a trás de novidade, da mais nova emoção do amor, a outra que fogeda emoção da paixão mas a deseja, o homem que ama amulher-mãe, mas deseja todas as outrsa e não esta nem um pouco a fim de se conter, e voltam todos ao seu quadrado-ado. resumi? quantas pessoas, homens e mulheres não conhecemos assim? bjs

Sunflower disse...

Me diz se Tiros na Brodway não é perfeito?

Marcos Satoru Kawanami disse...

esse cara parece muito inteligente para eu gostar de filme dele, e doente mental para eu tentar gostar.

Roberto Queiroz disse...

Vicky Cristina me surpreendeu. Lembro que fui ao cinema esperando algo tão fraco quanto Scoop. Quem me levou ao cinema mesmo foi o Javier Bardem, que é um baita ator. Resultado: saí encantado ao fim da projeção e mais: com minha opinião a cerca de Penélope Cruz completamente mudada. Como fui injusto com essa moça! Ela está sublime.

Alexandre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandre disse...

Eu vi "Sonho de Cassandra" ontem aqui, e gostei. Não é nenhum filmaço mas é um bom trabalho.

"Vicky Barcelona" eu ainda não vi, mas pretendo. Não sou nenhum fã do Woody Allen, e só vi poucos filmes recentes dele, gostei da maioria. Mas acho que os filmes dele pecam por certo excesso de "autoria". (chovendo no molhado)

Não sei se é impressão minha, mas você acabou misturando um pouco as bolas do Woody bom diretor com o Woody tarado. rs Não que uma coisa não influencie na outra, mas não determina.

:)

Samantha Abreu disse...

Sabe duma coisa, jana?
Acho que eu não entendo nada de cinema mesmo, ou sei lá onde foi parar meu senso de avaliação.
Vou te contar: eu nunca, nunca mesmo, gostei do Woody (tá bom, com um exceção ou outra, do tipo A rosa púrpura, Poderosa Afrodite e tals).
Mas gostei pra cacete do Vicky...
gostei mesmo! E, sem dúvida, gostei mais ainda de ver Penélope Cruz. Está fascinante.
Acho que o filme tem bom elenco, uma narrativa que agrada e até os mais fraquinhos (Johansson, por exemplo) representam o fraquinho que têm que representar.
Tô falando tudo isso pra dizer que concordo com você! Hahahahaha. O cara tá (ou estava?) longe de ser o gênio que pintam, mas, pelo menos, o filme é assistível, numa boa.

ps: essa de tarado é phoda. E ele daquele jeito: magricela e com cara de coitado! rs.

Um beijO

Juliana Spadoto disse...

Disse tudo: Penelope Cruz é tão bonita que incomoda. E Scarlett Johansson tem um tique chatíssimo, você já notou?, de fazer um "owmmm" com a boca no meio das falas. "Would you like to ....owmmmm...have a glass of....owwmmm...of wine"? Urgh!

Ah: acabei de assistir "Onde os fracos não têm vez" (já assistiu?), e fiquei de cara com o personagem do Javier Bardem. O último filme que eu havia visto dele foi justamente "VCB", todo pimpão e galante, daí vem aquela coisa bizarra com cabelo do Beiçola... ele ganhou uma fã.

O Profeta disse...

O desejo mora no limite da razão
Há tanto de intemporal em ti
Solta a palavra em lábios inquietos
As cores do teu “eu” penso que não vi

Imaginei-as mil vezes
Ouro de lei, a limpidez dos diamantes
O pensamento é cavalo errante
Feito na viagem de breves instantes


Boa semana



Doce beijo

Clarissa Cor disse...

Eu concordo, mas acrescentaria que além de safado o Woody Allen é um grande sarrista! O que mais gostei de Vicky Cristina foi Barcelona, para ser bem sincera... que acompanhada por Javier Barden não é nada mal, diga-se de passagem. Mas admiro cada vez mais a capacidade de reinventar-se do Woody Allen. Seus filmes não caem no lugar comum, mesmo quando ele usa o lugar comum em seu enredo. Achei VCBarcelona uma grande piada, daquelas mais despretensiosas e debochadas. E isso é no que mais ele se renova desta vez diante de seu repertório sempre tão complexo e (auto)explicativo.

*PS. A Elis dizia que se Deus tivesse voz, essa voz seria a do Milton Nascimento. Gostei da visita! Obrigada! Volte mais vezes.

Beijos

Genérica Paraguaia disse...

ahahaha concordo com o tarado! ele é um doente!
Sobre este filme, vou procurar asisiti-lo, pois há muito tempo não me interesso em ver algo de Woody Allen.

Cadinho RoCo disse...

Não sobrou nada para o "Seu Woody".
Cadinho RoCo

BAR DO BARDO disse...

Vi e adorei!

Mas eu não sei comentar bonito. Só sei dizer que gostei!...

Extase disse...

um dia desses eu sonhei que casava com a scarlett e todos os meua amigos tentavam transar com ela.

Extase disse...

mas por que tu nao gosta da Scarlett?

Papagaio Mudo disse...

já leste Woody Allen?
adorei sua 'prosa'

abç

Gustavo

Anônimo disse...

Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!